Steve Jobs e a Morte

Em 2005 Jobs fez uma palestra de abertura para uma turma de formandos de Stanford. Boa parte da palestra dizia respeito à morte, de como ela é a invenção mais importante da vida, um agente de mudanças, segue trecho da palestra que copiei do livro "A cabeça de Steve Jobs" de Leander Kahney.

Lembrar-me de que estarei morto em pouco tempo é a mais importante ferramenta que já encontrei para me ajudar a fazer as grandes escolhas da vida. Porque quase tudo - todas as expectativas externas, todo orgulho, todo o medo de constrangimento ou de falhar deixa de ser importante diante da morte, restando apenas aquilo que realmente importa.

Lembrar-se de que você vai morrer é a melhor forma que conheço de evitar a armadilha de pensar que tem algo a perder. Você já está nu. Não há motivos para nào seguir as escolhas do seu coração.

Ninguém quer morrer. Mesmo as pessoas que desejam ir para o Paraíso não querem morrer parachegar até lá. Ainda assim, a morte é o destino que todos compartilhamos. Ninguém jamais escapou dela. E é assim que deve ser, porque a Morte é, possivelmente, a invenção mais importante da Vida. É o agente de mudanças da Vida. Ela limpa o que é velho para dar espaço ao que é novo.

Neste exato momento o que é novo são vocês, mas, um dia, não muito longe de hoje, vocês aos poucos ficarão mais velhos e serão afastados. Perdão por parecer tão dramático, mas é a verdade.

O tempo de vocês é limitado, então não o disperdicem vivendo a vida de outras pessoas. Não se deixem imobilizar pelos dogmas - o que equivale a viver com os resultados daquilo que os outros pensam. Não deixem que o ruído das opiniões dos outros afogue sua própria voz interior. E, o mais importante, tenham a coragem necessária para seguir seu coração e sua intuição. Eles de alguma forma já sabem o que vocês de fato querem se tornar. Todo o resto é secundário.


Posts relacionados:
 - Steve Jobs (videos, inclusive a palestra escrita acima)
 - Por Dentro da Cabeça de Steve Jobs 
 - 30 anos da Apple em uma imagem

Barry Schwartz sobre o paradoxo da escolha [TED]



Sempre me surpreendo com o alto nível destas conversas, sempre me da vontade de compartilhar.